Frango em ascensão.

Ao contrário do que muitos pensam a carne vermelha não é a preferida dos brasileiros. Pelo menos é essa a avaliação da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal). Segundo a instituição, o Brasil segue tendência internacional vem conferindo à carne vermelha má reputação e à carne de aves maior saudabilidade.

A produção de frango cresceu 41,8% entre 2005 e 2014, elevando o consumo per capita de 35 para 43 quilos por habitante/ano. Já em suínos, a elevação do nível de produção do setor foi de 28,2% no mesmo período e o consumo per capita saltou de 11,6 para 14,6 quilos por habitantes/ano. Até 2018 espera-se que o consumo per capita alcance 18 quilos/habitante/ano.

"Observamos uma migração de consumo da carne vermelha para a carne branca, devido ao elevado preço do corte bovino". Para este ano, Francisco Turra, presidente executivo da ABPA, projeta um cenário de estabilidade tanto para frangos quanto para suínos. Além da preferência por o frango ser uma proteína mais saudável, ele atribui o crescimento dessas carnes ao preço mais acessível ao consumidor, aumento de renda da população (ganho não se perdeu totalmente, apesar da inflação) e à evolução dos fornecedores no desenvolvimento de novos itens.

Hoje, de acordo com a Associação, a carne de aves é a mais consumida pelo brasileiro.

 

 

 

Autor: Assessoria de Comunicação Itabom - Mariana Ortigosa Vilhalva

Fonte: Revista Supermercado Moderno | Por Marianna Abdo - 29/05/2015

URL: www.itabom.com.br